Buraka Som Sistema

Quando
quatro amigos se juntaram em 2006 para tocar num pequeno clube no
centro de Lisboa, mal sabiam eles que iram tornar-se parte de um
restrito grupo de bandas internacionais que estariam envolvidas no
processo de reformulação da “World Music” – tornando-a mais cool que
nunca.

O primeiro lançamento da banda “From Buraka to the World” (2006),
inicialmente uma edição limitada de 700 cópias, esgotou em apenas uma
semana. Lançado pela Enchufada, editora criada uns anos antes por João
e Kalaf, o EP era feito com caixas não-recicladas em que cada embalagem
era diferente.

Entre viagens e concertos o grupo começou a trabalhar no seu álbum de
estreia. O primeiro single, Sound Of Kuduro, emergiu no início de 2008,
com a participação dos MCs angolanos Puto Prata e Saborosa assim como a
divertida e contagiante M.I.A. O vídeo, gravado entre Luanda e Londres,
tomou a blogosfera de assalto e preparou o mundo para o lançamento do
explosivo ‘Black Diamond’, álbum que viria a ser Disco de Ouro ao
vender mais de 10.000 unidades.

A reputação dos Buraka Som Sistema ao vivo continuou a crescer, à
medida que a digressão Black Diamond de 2009 lhes deu reconhecimento
como performers de topo, com o New York Times e o The Guardian a
elogiar o domínio do palco demonstrado pelo grupo, e a revista The
Fader a considerar o seu espectáculo “um dos momentos de clube mais
efusivos e de fazer cair o queixo”.

Em Setembro de 2010 a banda trancou-se durante um mês numa casa no meio
da floresta em Monchique, no Sul de Portugal, para começar a trabalhar
no sucessor de Black Diamond. “Komba” será lançado no Outono de 2011 e
irá empurrar os Buraka de volta para a linha da frente do mundo da
música electrónica, com a sua visão única da revolução global do
ghetto. É precisamente esta revolução que será levada a dois dos palcos
de maior prestígio em Portugal em Novembro, quando os Buraka Som
Sistema invadirem os Coliseus de Lisboa e do Porto, a 10 e 19 de
Novembro, respectivamente.

MAIS SOBRE Buraka Som Sistema

VEJA AQUI O VÍDEO "HANGOVER (BABABA)", DE Buraka Som Sistema

Comentários