OS SABOIAS

Dos principais museus e palácios reais de Turim, mais de 100 obras-primas do Barroco italiano, numa exposição que evoca a capital do Piemonte na primeira metade do século XVIII: um cenário de primeira grandeza, criado pelos melhores artistas da época ao serviço das estratégias de poder da Casa de Saboia, classificado pela UNESCO, em 1997, como Património da Humanidade.

Os Saboias – uma das mais antigas famílias soberanas da Europa – dominavam um vasto e estratégico território e cultivavam uma rede eficaz de relações dinásticas, que incluía Portugal. Em 1713, adquiriram a dignidade régia, primeiro com o título de reis da Sicília e, em 1720, de reis da Sardenha. Em meados do século XIX, tornaram-se reis de Itália, na sequência da unificação política da Península.

Muitos dos artistas ativos em Turim colaboraram em simultâneo na renovação de Lisboa empreendida por D. João V, o que torna a exposição numa oportunidade ímpar de aproximação ao ambiente contemporâneo da corte portuguesa, que o Terramoto de 1755 quase completamente destruiu.

MAIS SOBRE OS SABOIAS

Comentários